Manaus, Terça-Feira, 27 de Outubro de 2020

42ª Expoagro: Amazonas se prepara para a maior feira agropecuária virtual de agronegócio do estado

16:47 - 23/09/2020

A abertura da 42ª Expoagro do Amazonas acontecerá no dia 28 de setembro (segunda-feira), e será feita pelo governador Wilson Lima em solenidade, na sede da TV Encontro das Águas, a partir das 9h. A cerimônia de abertura será transmitida ao vivo pelo Canal 2.5, pela Rádio FM 97,7 (Encontro das Águas) e redes sociais do Governo do Estado, dos demais órgãos participantes e parceiros do evento que, neste ano, será totalmente digital, podendo toda a programação ser acompanhada também através do endereço eletrônico www.expoagro.am.gov.br.

Nos três dias da Expoagro, 28, 29 e 30 de setembro, acontecerão palestras, cursos e rodadas de negócios com comercialização de animais. O evento também contará com estandes virtuais, oportunidades de adesão ao crédito rural, feira gastronômica, shows musicais, tudo dentro de um ambiente totalmente virtual, experiência inovadora, no Amazonas, decorrente da pandemia da Covid-19, mas que deverá continuar em futuras edições, após a volta da Expoagro presencial, que deverá ocorrer em 2021.

Linhas de crédito – Estarão disponíveis diversas linhas de crédito para os produtores rurais durante a 42ª Expoagro. O volume destinado ao crédito na Expoagro chega a R$ 150 milhões, disponibilizado conjuntamente por instituições como Banco do Brasil, Banco da Amazônia (Basa), Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), Sistema de Crédito Cooperativo (Sicredi) e Cooperativas de Crédito Rural com Interação Solidária (Cresol).

As operações serão coordenadas pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam). A Afeam estará presente com sua principal linha de crédito, o “Afeam Agro”, e dotação no valor de R$ 5 milhões. A taxa de juros será subsidiada através do Fundo de Micro e Pequenas Empresas, sendo que serão oferecidos limites de financiamento de até R$ 150 mil aos produtores rurais, com taxa de 2,7% ao ano e pagamento em até 12 anos.

ICMS – O Governo do Estado garante também a isenção de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre os produtos comercializados durante a feira, com crédito direcionado às operações de comercialização de veículos utilitários, botes de alumínio, tratores, grupos geradores, materiais para pesca em geral, ração para peixes, ovinos e caprinos, entre outros produtos de origem animal e maquinários agrícolas.

Foto: Tácio Melo/Secom