Manaus, Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018

Adaf participa de audiência pública sobre os desafios do setor agropecuário como zona livre de febre aftosa

18:48 - 15/03/2018

No sentido de mostrar as prospectivas do reconhecimento do Amazonas livre de febre com vacinação, pelo Ministério de Agricultura,Pecuária e Abastecimento (Mapa), em dezembro, Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), orgão integrante da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), participou de audiência pública sobre: ” Os desafios do setor agropecuário no Amazonas com a conquista do status de livre de febre aftosa com vacinação”, nesta quinta-feira, 15. O evento foi realizado, Miniplenário Cônego Azevedo, localizado nas dependências da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM).

“Precisamos reforçar manutenção do Amazonas contra a febre aftosa. Pleiteamos agora o reconhecimento internacional e temos várias metas para cumprir. Com esse feito  poderemos exportar nossos produtos e subprodutos de origem animal para todo o país e mundialmente”, destacou o diretor-presidente da Adaf, Sergio Muniz.

Em maio a Adaf vai parcipar da 86ª Sessão Geral da Assembleia Mundial de Delegados da Organização Mundial de Saúde Animal – OIE. De acordo com o Mapa, OIE recomendou que o Brasil seja reconhecido como livre da febre aftosa com vacinação aos 180 países integrantes da OIE. Com isso, 25 estados e o Distrito Federal tendem a ser declarados livres da aftosa com vacinação pelo organismo internacional. Amazonas está incluso. Santa Catarina é reconhecida pela OIE como livre da doença sem vacinação desde 2007. A decisão deverá ser anunciada na assembleia geral da entidade a realizar-se em Paris de 20 a 25 de maio, e o certificado de país livre de aftosa será entregue no dia 24.

Participaram do evento, o diretor presidente da Adaf, Sergio Muniz, agentes fiscais agropecuário da entidade, técnicos do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Florestal e Sustentável (IDAM), o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), Muni Lourenço, o presidente do Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária e Florestal do Amazonas (Sinfagro), Christiaan Barnard, o deputado estadual e presidente da Comissão de Agricultura,Pecuária,Pesca, Aquicultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (COMAPA), Dermilson Chagas e o presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas (CRMV).

 

 

 

 

 

Fotos: Marcio Gleyson e Joao Machado/ALEAM