Manaus, Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018

Entreposto de Ovos da Fazenda Esperança é certificado com o Serviço de Inspeção Estadual da Adaf

12:48 - 14/08/2018

Dependentes químicos da Fazenda Esperança são incentivados à atuarem na atividade de avicultura

O Entreposto de Ovos da Fazenda da Esperança foi certificado com o Serviço de Inspeção Estadual da Adaf

 

Com o objetivo de incentivar os dependentes químicos à atuarem na avicultura, até como forma de terapia, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), órgão vinculado à Secretaria de Produção Rural (Sepror), certificou nesta segunda-feira (13/08), o Entreposto de Ovos da Fazenda da Esperança, que passa à funcionar com o Serviço de Inspeção Estadual (SIE). Este empreendimento certificado pelo órgão representa a primeira obra social a possuir o serviço de inspeção no Amazonas, em parceria com a entidade.

Serviço de Inspeção Estadual – O entreposto está localizado nas dependências da Fazenda da Esperança, localizada na rodovia BR-174 (Manaus – Boa Vista), km 14, no ramal Cláudio Mesquita. De acordo com a Adaf, o empreendimento da fazenda vai atuar com o certificado de qualidade. O SIE concedido é a garantia de que o estabelecimento está de acordo com as regras sanitárias do segmento. “Ficamos felizes em proporcionar mais um SIE, ainda mais para esta entidade que tem um trabalho social direcionado aos jovens, permitindo à eles uma alternativa de vida ou, até mesmo uma ocupação durante o período de recuperação na fazenda”, comentou o diretor-presidente da Adaf, Sergio Muniz.

A Fazenda foi idealizada por iniciativa de Dom Mário Pasqualotto, bispo auxiliar Emérito da Arquidiocese de Manaus e presidente da entidade, em parceria com um grupo de voluntários e benfeitores.  A entidade atua há 17 anos no Amazonas, restaurando famílias da capital e do interior. Suas ações terapêuticas direcionadas aos internos são baseadas no tripé da: espiritualidade, trabalho e convivência em família.

Produção- Atualmente 150 jovens fazem parte da fazenda e dentro deste número, 25 jovens atuam na criação de galinhas. A fazenda possui um plantel de aves num total de 7.500 galinhas. O entreposto terá a capacidade de processar 5 mil ovos/dia. Os ovos serão utilizados para o próprio consumo dos internos e poderá ser vendido também. O dinheiro arrecado será utilizado para manter a recuperação dos jovens.

Trabalho resgata a autoestima

Para o coordenador local da Fazenda da Esperança e responsável pelo o Entreposto de Ovos da Fazenda, padre Vinicius Esch Gouvêa, através do trabalho na granja da fazenda, os jovens têm aumentado a autoestima e percebem que podem romper com o ciclo da dependência química em todos os aspectos. “Os jovens começam a acreditar em suas capacidades, tornando-se protagonistas de sua história. Ou seja, por trás de cada bandeja de ovos existe uma vida sendo restaurada e uma família sendo renovada. São ovos que revelam uma esperança e a certeza que sempre é possível recomeçar”, comentou o padre Vinicius.

Para Gurlly Ferreira, que há 5 meses está na Fazenda Esperança e um dos internos que vai trabalhar no entreposto, afirma que este projeto da fazenda tem sido um incentivo diário que proporcionou mudança de vida, de hábitos e de novas oportunidades para ele. “A Fazenda é uma porta que se abriu para mim. Aqui posso ter uma vida normal. Posso trabalhar e, o melhor de tudo isso é a nova oportunidade que a nossa família nos dá. Porque aqui o trabalho não é difícil, é fácil. Diferente de eu estar no mundo das drogas”, comentou.

Outras atividades – A Fazenda da Esperança possui também uma padaria, uma marcenaria, atua na produção do colorau, tem uma horta, atua na fruticultura, produz artesanatos, trabalha na piscicultura e também incentiva a criação de porcos e ovelhas.

FOTOS- DJALMA JR/SEPROR