Manaus, Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018

ADAF busca implementar sistema de defesa agropecuária no Amazonas

09:54 - 18/05/2018

 

Com o objetivo de implementar o Sistema de Defesa Agropecuária do Amazonas (SIDAAM), a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (ADAF), órgão integrante do Sistema Sepror, visitou nesta quinta-feira (17/05), a agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa-GO), para discutir ações para a melhoria das atividades tecnológicas da ADAF, com representantes da área de tecnologia da informação dos respectivos órgãos de defesa.

De acordo com o coordenador de TI da ADAF, Vanderley Encarnação, a proposta é sistematizar e aperfeiçoar os serviços de defesa animal e vegetal, inspeção animal, agrotóxicos e insumos veterinários no Amazonas e a visita contribuiu para o compartilhamento de informações que a agência goiana aplica nos serviços de defesa agropecuária.  “Esta parceria, estreita o relacionamento e a troca de experiências entre os órgãos de defesa agropecuária e quem ganha com isso são as instituições envolvidas e o público em geral”, comentou o coordenador de TI da ADAF, Vanderley Encarnação.

Segundo o diretor-presidente da ADAF, Sergio Muniz, a utilização de tecnologias atuais no órgão aumentará a capacidade de atendimento aos clientes externos. “A implantação do Sistema de Defesa Agropecuária do Amazonas – SIDAAM vai otimizar o atendimento aos agricultores, produtores e público em geral que buscam a ADAF, reduzindo o tempo de espera e a resolução das demandas dos serviços oferecidos”, afirmou o diretor-presidente.

Modelo- O Sistema que é utilizado atualmente em Goiás será o mesmo que a ADAF irá adotar. O Sistema de Defesa Agropecuária de Goiás (SIDAGO), oportuniza o acesso eletrônico para os produtores rurais com diversas funcionalidades, entre eles: a emissão de Guias de Trânsito Animal (GTA) e Permissão de Trânsito Vegetal (PTV), consulta de saldos e extratos de movimentação do rebanho, consulta e impressão de 2° da GTA emitida ou recebida, emissão de documentos de arrecadação de receitas (DARE), declaração de vacinação, além de outros serviços.

Modernização –  Durante a visita também foi discutido a futura modernização da infraestrutura de TI que hoje é deficiente e ultrapassada no órgão. “Teremos acesso rápido às informações necessárias e maior velocidade para operações dos dados, gerando ainda mais qualidade nos serviços prestados pela ADAF”, concluiu o coordenador de TI, Vanderley Encarnação.

Participaram da reunião, o coordenador de TI da ADAF/AM Vanderley Encarnação e Heitor Brandão – Desenvolvedor de Sistemas, o assessor da presidência da AGRODEFESA-GO, Ramon Rizzo, representantes do Núcleo de TI da Agrodefesa: Carlos Howes -gerente de TI e Kennedy Arantes – Arquiteto de sistemas.