Manaus, Terça-Feira, 03 de Agosto de 2021

Adaf concede registro à granja avícola localizada em Iranduba

14:55 - 06/04/2021

Com o objetivo de assegurar a sanidade avícola, com a adoção de medidas higiênico-sanitárias e a biosseguridade em plantéis no Amazonas, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) concedeu, nesta terça-feira (06/04), o registro de estabelecimento avícola à granja Nishiki, localizada na estrada do Caldeirão, Km 03, zona rural do município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus).

O diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, reforçou que a parceria da agência é efetiva com os produtores rurais, responsáveis técnicos, e o apoio do Sistema Sepror (Idam, Adaf e ADS), em consonância com a Instrução Normativa (IN) nº 56/2007 do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), que baliza os procedimentos de fiscalização e controle de estabelecimentos avícolas de reprodução e comerciais. 

“Nesse momento, é importante que fique registrado que essa relação é contínua, sempre com o objetivo de elevar o nível de produção e a qualidade do produto”, destacou Alexandre.

A granja avícola conta com 55 mil aves em produção, distribuídas em 30 galpões. “Esse registro é uma conquista, tanto para a granja quanto para o setor avícola, e para todos os responsáveis técnicos. Hoje já podemos dizer que temos granjas registradas”, destacou a responsável técnica da granja avícola, Marlene Salla.

De acordo com as normativas do Mapa, todas as granjas que alojem mais de mil aves e que comercializam aves, produtos ou subprodutos, precisam ter o registro, que deve ser atualizado anualmente. 

A entrega do registro aconteceu na sede da Adaf, e estiveram presentes no ato o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo; a gerente de Defesa Animal, Grazielle Domingues; o coordenador estadual do Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA), Alisson Ximenes; e a responsável técnica da Nishiki, Marlene Salla.

Para mais informações, o produtor rural pode procurar uma Unidade de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) em seu município.

 

FOTOS: Divulgação/Adaf