Manaus, Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018

Adaf e Idam realizam ações de orientação na comunidade rural Verdum em Manicoré

11:02 - 04/06/2018

Na última sexta feira, (01/05), extensionistas da unidade local do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Estado do Amazonas (Idam), do município de Manicoré, a 390 quilômetros de Manaus, realizaram uma ação para emissão de Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), durante a programação da VII Festa do Cacau, na comunidade Verdum, que fica na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS), no rio Madeira.

O evento contou também com a participação da assistente de campo, Tamme Barros, da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), que informou aos 45 comunitários presentes, sobre as atividades de fiscalização da agência e a prorrogação da campanha, até dia 15 de junho contra a febre aftosa no Estado do Amazonas.

Foram realizados o cadastro de 42 Declarações de Aptidão ao Pronaf (Dap), entre renovação e emissão; para gerente da unidade local de Manicoré, Mariza Lisley, “a aquisição desse documento é de suma importância para os agricultores. A Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), é o documento que identifica e qualifica o agricultor familiar, sendo necessário para ter acesso as políticas públicas para agricultura familiar, como a subvenção por exemplo e sendo a região aqui da comunidade Verdum, uma das produtoras de amêndoa (cacau), é importante obter esse documento”, comentou Mariza.

Tamme da Adaf informou aos produtores locais, especialmente de quem tem rebanho, de como proceder para manter a qualidade sanitária dos animais, para evitar a febre aftosa.

A ação deu-se, a partir do convite do presidente da Associação dos Moradores Agroextrativistas da Comunidade do Verdum, Sérgio Oliveira, que após o evento agradeceu ao corpo técnico do Idam, por se deslocar até a comunidade. “Com certeza foi de grande importância, a presença dos técnicos do Idam e também da Adaf, nos passando conhecimento para fortalecer as nossas atividades, principalmente para os trabalhadores que tem dificuldades de ir até a sede do município”, afirmou o presidente.

Além do cacau nativo e cultivado, os agricultores e extrativistas da comunidade Verdum, trabalham com as culturas da banana, macaxeira e jerimum.

Por: GECOM/IDAM