Manaus, Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Adaf finaliza mais uma semana de treinamento referente à sanidade animal em aves e herbívoros

16:41 - 31/05/2019

Dentro do trabalho de defesa animal, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) finalizou mais uma semana de curso para médicos veterinários e técnicos agropecuários. Os treinamentos iniciaram na última segunda-feira (20/05) e encerrou nesta nesta sexta-feira (31). Mais de 50 profissionais participaram dos treinamentos com obtenção de certificados.

   

De acordo com a Adaf, dois cursos foram promovidos, sendo um deles referentes à sanidade avícola e o controle da raiva em herbívoros, dentro das diretrizes dos programas nacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O curso de capacitação do Grupo Especial de Atenção a Suspeita de Enfermidades Emergenciais em Aves (Gease) do Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSE) e o de vigilância epidemiológica do Programa Nacional de Controle da Raiva dos Herbívoros (PNCRH) com captura e controle de quirópteros em área rural tiveram como objetivos capacitar os médicos veterinários que atuam na defesa sanitária animal.

“Sabemos da importância dos treinamentos para a defesa agropecuária no estado do Amazonas e do grande esforço que foi feito pela equipe da gerência de defesa animal da Adaf, dos demais colaboradores e instrutores de referência que estiveram presentes”, destacou o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Aráujo.

Aulas práticas e teóricas – Os treinamentos foram desenvolvidos através de aulas práticas e teóricas, ministrada por mais de 10 instrutores, dentre eles técnicos do Mapa, Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Fundação de Vigilância Sanitária (FVS) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), entre outras instituições.

“A capacitação foi de total importância para que possamos aprimorar nosso trabalho à semelhança do trabalho realizado pela equipe da Adaf, produtores rurais e parceiros para tornar o Amazonas livre de febre aftosa”, destacou o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo.

As atividades práticas foram realizadas em laboratórios, que contaram com o apoio da Universidades Federal do Amazonas (Ufam) e da Escola Superior do Amazonas (Esbam), além de captura para o controle de população de morcegos hematófagos, realizado em Manacapuru.

 

Fotos: Aline Moura/FVS