Manaus, Terça-Feira, 23 de Abril de 2024

Adaf informa que agrotóxicos contendo Tiametoxam passam a ter uso restrito em lavouras

11:08 - 04/03/2024

O uso dos agrotóxicos contento o Tiametoxam passou a ter uso restrito em todo território nacional, após um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no qual foi descoberto que o uso do aditivo químico é uma ameaça à vida de abelhas e borboletas, insetos polinizadores. O inseticida à base de nicotina atinge as células do sistema nervoso dos insetos, deixando-os desorientados e levando-os à morte.

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf) alerta aos produtores rurais do Estado que está proibido o uso de aviões e tratores agrícolas para aplicação do produto. Além disso, os agricultores também não poderão pulverizar em época de floração ou quando houver aparecimento de abelhas na cultura.

A partir de agora, a aplicação só será permitida diretamente no solo ou no tratamento de sementes, apenas em 25 cultivos diferentes, como milho, soja e trigo. O comunicado foi divulgado no último dia 22 de fevereiro, no Diário Oficial da União (DOU).

Os produtos contendo Tiametoxam adquiridos até o dia 22 de fevereiro, poderão ser utilizados até o fim, de acordo com as especificações do rótulo que estão definidas no produto no momento da compra. Os fabricantes do produto têm 180 dias para se adequar às novas normas no rótulo e na bula, informando os riscos que podem causar aos insetos.