Manaus, Quarta-Feira, 29 de Junho de 2022

Adaf instala escritório no Distrito de Realidade, em Humaitá

16:49 - 30/11/2021

A medida tem como objetivo facilitar o acesso dos produtores aos serviços disponibilizados pela autarquia

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) instalou, nesta segunda-feira (29/11), escritório da autarquia no Distrito de Realidade, no município de Humaitá (distante 590 quilômetros de Manaus). O Escritório de Atendimento a Comunidade (EAC), implantado por meio de um termo de cooperação técnica com a Prefeitura Municipal de Humaitá, tem o objetivo de facilitar o acesso dos produtores aos serviços disponibilizados pela Adaf.

Emissão de Guia de Trânsito Animal (GTA), cadastramento de produtores e orientações sobre o uso e aquisição de agrotóxicos estão entre os serviços disponíveis aos criadores e agricultores da região.

Segundo a engenheira agrônoma e responsável pelo escritório, Nislene Molina Guerreiro, a presença da Adaf no Distrito de Realidade era uma demanda antiga dos pecuaristas localizados naquela área.

“Um grande número de criadores pedia a abertura de um escritório pois a distância entre essa área e a sede de Humaitá é de 100 quilômetros. Distância que dificultava a vida dos pecuaristas, que as vezes precisavam emitir a GTA para um ou dois animais”, afirmou.

O diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo e o prefeito de Humaitá, Dedei Lobo assinaram o termo de cooperação para a instalação do EAC, no dia 29 de setembro deste ano, durante o 6º módulo da capacitação técnica em Gestão das Cadeias Produtivas Animal e Vegetal para o Desenvolvimento do Setor Primário no Estado do Amazonas, realizado pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), em parceria com a Companhia de Desenvolvimento do Estado (Ciama) e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

O secretário de Estado da Produção Rural, Petrucio Magalhães Júnior, e o presidente da Câmara Municipal de Humaitá, Manoel Domingos, assinaram como testemunhas.

Para o diretor-presidente, o escritório no Distrito de Realidade vai melhorar o atendimento aos produtores. “Antes eles tinham que se deslocar até a sede do município de Humaitá para emissão de documentação sanitária, como a Guia de Trânsito Animal (GTA) e atualização cadastral do rebanho e da propriedade. A partir de agora, esse procedimento ficará mais fácil”, ressaltou.

A cidade de Humaitá, que integra o Bloco I do Plano Nacional de Vigilância para Febre Aftosa (Pnefa), ocupa posição estratégica para a agropecuária do Amazonas, contando com rebanho superior a 27 mil bovinos. O Distrito de Realidade, que começou como assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), é a última parada antes de se chegar a Humaitá pela estrada. No total, Humaitá conta com 266 propriedades rurais de bovídeos cadastradas na Adaf e 260 produtores.