Manaus, Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021

Adaf participa de reunião para elaborar ações conjuntas com Rondônia e Acre

16:30 - 18/11/2020

Uma reunião entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e representantes das agências de defesa agropecuária do Amazonas (Adaf), Rondônia (Idaron) e Acre (Idaf) traçou um alinhamento de ações para as regiões de divisa dos três Estados. O diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, participou do encontro, na última terça-feira (17), em Porto Velho (RO). O encontro foi mediado pelo diretor do departamento de saúde animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Geraldo Moraes.

Um dos principais pontos levantados foi a elaboração de ações conjuntas para intensificar a atualização cadastral de propriedades e a fiscalização do trânsito de animais na região, que faz parte do Bloco I do Programa Nacional de Vigilância para Febre Aftosa (Pnefa) e já é nacionalmente reconhecida como zona livre de febre aftosa sem vacinação. “A ideia é unir esforços para que a gente fortaleça a defesa agropecuária na região, mantendo o status sanitário alcançado este ano”, destaca Araújo.

Como encaminhamento da reunião, os representantes têm como perspectiva elaborar um plano de fiscalização, envolvendo os municípios de Sena Madureira, Manoel Urbano, Porto Acre e Acrelândia, localizados no Acre e os municípios de Extrema, Nova Califórnia e Vista Alegre, em Rondônia. 

“A reunião foi muito produtiva, em primeiro lugar, pela reaproximação dos serviços oficiais de saúde animal do Bloco I, que até então, desde o início da pandemia, só se relacionavam por videoconferência. A reunião presencial é mais funcional. Em segundo lugar, porque nos oportunizou discutir importantes aspectos verificados no trânsito animal nas fronteiras dos três estados. Ajustes e implementações sempre são necessários, para fortalecermos cada dia mais o Serviço Oficial de Saúde Animal do Bloco como um todo”, destacou o Superintendente Federal da Agricultura no Amazonas (SFA/Mapa), Guilherme Pessoa.

Atualmente, as agências possuem um termo de cooperação técnica que têm em uma das cláusulas, executar de forma conjunta ações de fiscalização interestadual de animais, seus produtos, subprodutos e dos vegetais e suas partes.

O diretor-presidente ressalta que a autarquia amazonense se mostrou disposta a manter a colaboração com os Estados vizinhos e reforçar as equipes de defesa agropecuária nas localidades hoje atendidas por Idaf e Idaron após a convocação de mais servidores aprovados no concurso público da Adaf.

Participaram do encontro em Porto Velho, o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo; o diretor-técnico de defesa agropecuária, Luiz Antônio, o coordenador de trânsito de animais, produtos e subprodutos e aglomerações, Willian Bressan, o Superintendente Federal da Agricultura no Amazonas (SFA-AM), os presidentes da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), Julio Cesár e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Acre (Idaf), Jose Francisco.