Manaus, Domingo, 04 de Dezembro de 2022

Adaf renova registro da única queijaria artesanal do município de Careiro da Várzea

11:21 - 12/04/2022

Desde 2017, estabelecimento flutuante opera com selo de Serviço de Inspeção Estadual (SIE-AM), que atesta a qualidade do produto.

Prestes a completar cinco anos de credenciamento junto à Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) para a fabricação de queijo artesanal, a Queijaria Divino Sabor obteve a renovação do selo de Serviço de Inspeção Estadual (SIE-AM) junto à Gerência de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Gipoa). A entrega do título de registro de nº 174 foi realizada nesta segunda-feira (11/04), no Careiro da Várzea (a 25 quilômetros de Manaus) e contou com a presença do governador Wilson Lima.

Com investimento inicial de R$ 120 mil, a unidade familiar de beneficiamento de leite e produtos do leite é a única autorizada pela Adaf a produzir no município, tendo sido pioneira no segmento, no Careiro da Várzea, ao obter registro junto à autarquia em 2017. Com capacidade para processar 530 litros de leite por dia e fabricar 1,6 mil quilos de queijo coalho, o estabelecimento flutuante, desde o início da sua operação, utiliza na produção do queijo o leite produzido pelas vacas do rebanho da família, que administra a agroindústria.

De acordo com a médica veterinária e responsável técnica da queijaria, Monique Carvalho, toda a produção do estabelecimento é comercializada no próprio município e em Manaus.

“Nós nos orgulhamos de sermos registrados junto à agência de defesa do Estado. Receber esse registro mostra aos careirenses que não se pode comercializar produtos de origem animal sem ter um registro de inspeção e um médico veterinário atuante na parte sanitária, promovendo saúde e capacitação, para que a produção ocorra de forma correta”, destacou.

Segundo a médica veterinária e responsável pela Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) da Adaf, em Careiro da Várzea, Hayla Lima, estando registrada junto à Adaf, a empresa entrega ao consumidor um produto seguro. “O selo garante a qualidade higiênica e sanitária necessária. E atesta que a queijaria foi inspecionada e é acompanhada pelo serviço da Adaf”, explicou.

Para o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, a renovação do título de registro é o reconhecimento, por parte do produtor local, do trabalho desempenhado pela autarquia em todo o Amazonas.

“O produtor que busca a Adaf para submeter seu estabelecimento aos parâmetros previstos pela legislação compreende seu o papel e o papel da defesa agropecuária para a garantia da qualidade e sanidade dos produtos de origem animal consumidos pelas famílias amazonenses”, afirmou o gestor.

Atualmente, existem em todo o Amazonas 12 queijarias com Serviço de Inspeção Estadual. A obtenção do SIE-AM é composta por três fases previstas no “Manual Processual”, conforme o Decreto nº 43.947, de 28 de maio de 2021: vistoria prévia do terreno e entrega de documentos; análise de projetos e entrega das plantas, projetos ou croquis; e a análise de rotulagem/rótulo, além da entrega de documentos.

FOTOS: Mayana Tomaz/Sepror