-->
Manaus, Segunda-Feira, 13 de Julho de 2020

Campanha de atualização cadastral de animais encerra na próxima terça-feira (30/06)

13:00 - 23/06/2020

 Produtores rurais dos municípios de Apuí, Boca do Acre, Canutama, Humaitá, Lábrea, Manicoré, Novo Aripuanã, Pauini, Guajará, Envira, Eirunepé, Ipixuna e Itamarati devem realizar a atualização

 

Visando garantir ao Amazonas o reconhecimento nacional pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e ainda internacional, junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) na condição de área livre de febre aftosa sem vacinação, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) encerra a campanha de atualização cadastral de animais na próxima terça-feira (30/06). A ação está sendo realizada em 13 municípios das regiões sul e sudoeste do Amazonas, que fazem parte do Bloco I, do Plano Estratégico de 2017-2026, previsto no Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PE-Pnefa).  

Municípios- Os produtores rurais dos municípios de Apuí, Boca do Acre, Canutama, Humaitá, Lábrea, Manicoré, Novo Aripuanã, Pauini, Guajará, Envira, Eirunepé, Ipixuna e Itamarati, além de parte de Tapauá, devem realizar a atualização do cadastro na Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav), da Adaf, onde sua propriedade está cadastrada. 

Nesses municípios, a campanha de vacinação contra a febre aftosa foi substituída pela atualização cadastral dos animais.

“Gostaríamos de alertar os produtores dos 13 municípios que estão com a vacinação contra a febre aftosa suspensa, que a campanha de atualização cadastral se encerra no dia 30 de junho. Então, todos os produtores que ainda não fizeram a notificação dos seus rebanhos, devem comparecer a uma unidade da Adaf ou ligar para os telefones das unidades. A participação do produtor, nesse momento, é muito importante para o Amazonas alcançar o status livre de febre aftosa sem vacinação”, comentou a médica veterinária e coordenadora estadual do Pnefa, Joelma Silva.

Calendário da campanha- No Amazonas, a primeira etapa da campanha de atualização cadastral estava prevista para ocorrer de 1º até o dia 30 de maio, porém, com a pandemia da Covid-19, houve prorrogação, com encerramento no dia 30 deste mês. A segunda etapa da campanha ocorrerá do dia 1º até 30 novembro. 

Todos os animais- A atualização cadastral não é direcionada somente para bovinos e bubalinos. O produtor rural deverá atualizar a quantidade de todos os animais existentes em sua propriedade rural, ou seja, bois, búfalos, cavalos, jumentos, mulas, suínos, cabras, ovelhas, galinhas, perus, patos, aves ornamentais, peixes e abelhas.

Ficha de Notificação – Para otimizar o atendimento, o produtor poderá também acessar a ficha de notificação dos rebanhos no site da Adaf (http://www.adaf.am.gov.br), onde conseguirá preencher as informações pessoais da propriedade rural, notificando sobre os animais existentes. Em seguida, deverá encaminhar a ficha pelo e-mail ou pelo Whatsapp, da Ulsav, em seu município, para realizar a notificação.

Obrigatório- A atualização é um procedimento obrigatório, prevista na Portaria nº 085, do dia oito de abril de 2020, publicada no Diário Oficial do Estado do Amazonas (DOE).

Agendamento – Para preservar a saúde da população, levando em consideração a pandemia, a Adaf orienta os produtores rurais para que realizem um agendamento prévio por meio do Whatsapp da Ulsav, do seu respectivo município, para evitar aglomeração dentro dos escritórios locais. A Adaf recomenda obrigatoriamente o uso de máscara. 

 

Fotos: Divulgação/Adaf