Manaus, Sábado, 21 de Setembro de 2019

Casa da Linguiça e Granja Vitória são certificadas com o Serviço de Inspeção Estadual

15:30 - 15/07/2019

Empreendimentos ofertam produtos com selo de qualidade e comercializarão produtos para todo o estado

Na última semana, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), certificou mais dois empreendimentos com o Serviço de Inspeção Estadual (SIE), sendo a Casa da Linguiça, situada na rua São João Câmara, no bairro Novo Aleixo, em Manaus, e a Granja Vitória, situada na Rodovia AM-010, Km 91, ramal ZF 07, no município de Rio Preto da Eva. Os empreendimentos ofertam produtos com selo de qualidade e comercializarão produtos para todo o estado.

  

Só este ano, a Adaf registrou 15 novos empreendimentos no Serviço de Inspeção Estadual (SIE), sendo um abatedouro frigorífico de suínos, três granjas avícolas, seis fábricas de laticínios, três entrepostos de carne, um entreposto de pescado para beneficiamento de camarão e um abatedouro de aves.

“A Adaf tem orientado pequenos produtores e empresários que queiram se adequar às legislações para que possam comercializar seus produtos de origem animal. Os empresários interessados em se regularizar devem procurar uma das Unidades de Sanidade Animal e Vegetal da Adaf (Ulsav), de seu município ou a Central da Adaf, em Manaus, por meio da Gerência de Inspeção de Produtos Animal (Gipoa)”, comentou o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo.

Em Manaus, a Adaf Central está localizada na sede do Sistema Sepror (Idam, Adaf e ADS), na avenida Carlos Drummond de Andrade, conjunto Atílio Andreazza, bairro Japiim, zona sul de Manaus.

 

Sobre as empresas – Glaucia Polanski, responsável pela  Casa da Linguiça, conta que o pontapé inicial do projeto se deu em 2000, quando um amigo da família começou a produzir linguiças e, posteriormente, vendeu a fábrica para ela. Glaucia deu continuidade ao negócio, despertando o interesse de expandir a fabricação, dentro das regularidades exigidas para fornecer um produto de qualidade.  Inicialmente, o empreendimento produz 500 quilos de linguiça por mês e terá capacidade de aumentar a produção.

“É com muita honra e orgulho que nos reunimos para receber o tão sonhado e batalhado selo de inspeção estadual, selo este que valoriza muito o nosso produto. Não foi fácil. Foi uma longa caminhada até aqui”, comentou Glaucia.

Para a empresária da Granja Vitória, Cristiane Scheneider, o empreendimento tem caráter familiar, pois toda a família faz parte do processo da empresa. A granja produz atualmente 5 mil ovos por mês, tendo a capacidade de produzir 15 mil ovos/mês.

“Para a gente é uma gratificação, um reconhecimento daquilo que você quer fazer certo. O selo de inspeção te dá aquilo que realmente precisa saber, de ter a certeza de que o produto tem qualidade. Hoje eu tenho a garantia do meu produto e garantia para os nossos clientes”, comentou a empresária.