Manaus, Terça-Feira, 03 de Agosto de 2021

Em ação conjunta, Adaf e Polícia Ambiental apreendem pescado ilegal

09:01 - 15/07/2021

Na manhã desta terça-feira (13/07), policiais militares do Comando de Policiamento Ambiental (CPAmb) realizaram apreensão de pescados sem documentação legal, que estavam sendo comercializados em uma feira na zona norte da capital amazonense. A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) participou da ação.

Cerca de duas toneladas de pescado foram apreendidas pelos policiais por volta das 10h. A carga estava em uma câmara frigorífica do estabelecimento, que não possui certificação junto ao Serviço de Inspeção Estadual (SIE). Foi solicitada documentação legal que comprovasse a origem do pescado, porém o responsável pelo produto não possuía o material.

A carga foi apreendida e, por estar armazenada inadequadamente, comprometendo o consumo, foi descartada pelos técnicos da Adaf. O responsável foi conduzido para a Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema) para procedimentos.

A maior parte do pescado era da espécie pirarucu. O local atuava com beneficiamento e quase todo o material apreendido já havia sido manipulado. Além da ausência de documentação que comprovasse a origem dos peixes, o estabelecimento clandestino apresentava condições de manipulação e armazenamento inadequadas, equipamentos oxidados e produtos visivelmente estragados, representando risco à saúde humana.


“O consumidor deverá ficar atento a comprar e consumir produtos de origem animal inspecionados, aqueles que possuem o selo de Inspeção, seja ele Federal (SIF), Estadual (SIE) ou Municipal (SIM), pois desta maneira conseguirão identificar a origem de produção. Por trás deste selo existe toda uma estrutura sanitariamente aprovada para esta finalidade, garantido ao consumidor produtos seguros, rastreados, inócuos que não possam acarretar em doenças transmitidas por alimentos”, reforça o coordenador de pescado da Adaf, Eudimar Rocha.

Qualquer pessoa pode denunciar irregularidades referentes a produtos de origem animal pelo AdafOuv, no (92) 99380-9174 (ligação e WhatsApp).
*Com informações das assessorias de comunicação do Batalhão Ambiental e da Adaf