Manaus, Sábado, 29 de Janeiro de 2022

Governo do Amazonas certifica mais duas unidades de beneficiamento de pescado

13:41 - 22/12/2021

Estado, por meio da Adaf, fecha o ano de 2021 com 166 empreendimentos com SIEs ativos, dos quais 5 entregues neste ano

O Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), entregou os certificados de registro no Serviço de Inspeção Estadual (SIE) a duas unidades de beneficiamento de pescado no município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus). Com mais esses registros, o Amazonas fecha o ano de 2021 com 166 empreendimentos com SIEs ativos, dos quais cinco foram entregues ao longo deste ano.

Os estabelecimentos Frigorífico Santo Antônio e Chikó Alimentos já podem processar e comercializar produtos de pescado com o Selo de Inspeção Estadual, que assegura a qualidade e inocuidade dos alimentos de origem animal produzidos no Amazonas.

Localizado no quilômetro 73, da rodovia AM-070, o Entreposto de Pescado Frigorífico Santo Antônio passa a operar sob o SIE n°132, com capacidade para processar 20 toneladas de pescado, diariamente, empregando oito funcionários.

Para Antônio Souza, proprietário do Frigorífico Santo Antônio, obter o selo de inspeção é sinônimo de qualidade para a comercialização dos alimentos.

“Estamos buscando sempre melhorar os nossos produtos, já trabalhávamos com peixe de barco, mas decidimos alcançar mais um passo, obtendo o SIE junto à Adaf para entrarmos no mercado com responsabilidade”, declarou Antônio Souza.

Questionado sobre a expectativa para os negócios a partir de agora, Antônio afirma que o objetivo é crescer e melhorar cada vez mais o trabalho. “O Sisbi pode ser o nosso próximo passo e fazer com que o nosso produto seja expandido e reconhecido internacionalmente”, finalizou o proprietário.

No dia 9 de dezembro, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), concedeu à Adaf o Certificado de Equivalência ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-Poa), que oportuniza aos empreendimentos comercializarem seus produtos de origem animal fora do estado do Amazonas, realizando o reconhecimento nacional dos produtos regionais.

Alimento seguro – O proprietário da Chikó Alimentos, Raimundo Chikó, que já conta com o Serviço de Inspeção Federal (SIF), também no município de Manacapuru – do empreendimento Frigopesca -, agora obteve a adesão ao SIE n°237, que tem capacidade para processar 45 toneladas de pescado por mês e emprega 20 pessoas, inicialmente.

“Sabemos que grande parte da comercialização de peixe não é confiável, então vemos o pirarucu nas feiras sem saber a procedência. Optamos por trabalhar com uma indústria de qualidade, para levar um alimento seguro à mesa do consumidor”, destacou Chikó.

Os estabelecimentos têm em Manaus seu principal mercado consumidor.

Atividade econômica – Para o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, a inauguração das duas unidades de processamento de pescado, em Manacapuru, demonstra a força do interior no fomento à atividade econômica.

“Isso é um incentivo para a produção na região do município, colocando esses produtos nas principais prateleiras dos mercados no Estado, assegurando àquelas pessoas que compram o produto a garantia de segurança e inocuidade”, destacou o diretor.

O gerente de Inspeção de Produtos de Origem Animal da Adaf (Gipoa/Adaf), Eudimar Rocha, ressalta o trabalho desenvolvido pela equipe da gerência, dando suporte aos empreendedores no processo de obtenção do SIE. “Neste ano de muitas dificuldades, a equipe da Adaf, especialmente da Gipoa, conseguiu superar desafios e prestar todo o auxílio necessário para que empreendimentos como esses pudessem abrir as portas, gerar empregos e fornecer produtos certificados e com qualidade assegurada”, disse o gerente.

Presente no momento da certificação dos dois novos empreendimentos, o secretário de Produção Rural do Amazonas, Petrucio Magalhães, destacou a relevância dos entrepostos para o estado e o trabalho da Adaf no processo.

“O desafio agora vai ser grande, vocês vão gerar empregos, renda e ajudar quem também está na ponta, realizando a venda desse produto. Meus parabéns à Adaf, que conclui esse trabalho, rotineiramente, da melhor forma possível, para que seja fornecido para nós um produto seguro”, finalizou.