Manaus, Sábado, 28 de Maio de 2022

Pedidos para realização de eventos agropecuários devem ser feitos com antecedência, alerta Adaf

13:08 - 04/05/2022

Autorização da autarquia é obrigatória para todas as atividades que contam com aglomeração de animais

Com a previsão de que mais de cem eventos agropecuários sejam realizados, neste ano, no Amazonas, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) alerta os organizadores/empresas promotoras de eventos interessados em realizar leilões, exposições, feiras, cavalgadas, torneios leiteiros, corridas, entre outros, para que formalizem com antecedência junto à autarquia o pedido de autorização obrigatório.

Por meio de fiscalizações in loco, análise de documentos e avaliação do espaço físico, a Adaf garante a sanidade dos animais expostos e comercializados nos eventos e daqueles que entrem em contato com eles posteriormente.

Para promover eventos do tipo no estado, os interessados devem se cadastrar ou possuir cadastrado junto à Adaf para realizar a atividade, assim como cumprir todas as normas da Agência e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Para se cadastrar junto à autarquia, a pessoa física ou jurídica deve preencher o requerimento padrão entregue nas Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs) e anexar a documentação necessária. O procedimento deve ser atualizado anualmente.

Os prazos para a realização dos pedidos de autorização variam de acordo com a esfera responsável pela liberação do evento. Nos âmbitos estadual e interestadual, os interessados devem encaminhar a solicitação com 60 dias de antecedência; já nas esferas regional e municipal, o tempo exigido é de 30 dias. No caso de evento internacional, é necessário formalizar o pedido 90 dias antes.

Entre as exigências a serem cumpridas pelos organizadores dos eventos está o acompanhamento da recepção e posse temporária dos animais participantes, e a garantia de que os proprietários ou responsáveis entreguem as Guias de Trânsito Animal (GTA) e documentos sanitários à autarquia.

Além dos organizadores, o responsável técnico do evento, o médico veterinário – que deverá permanecer no evento do início ao fim – e os proprietários dos animais também estão sujeitos à fiscalização da Adaf.

O médico veterinário e coordenador de trânsito animal da Adaf, Willian Bressan, explica que a autorização da autarquia para a realização de eventos é imprescindível para prevenir a entrada de doenças no estado.

“Os eventos agropecuários têm por característica o encontro de animais de locais distintos, o que se torna um ponto de risco para a introdução e disseminação da febre aftosa. Por isso, a presença da Adaf nesse processo é fundamental para mitigar esses riscos”, explicou.

Concessão – O Certificado de Autorização do Evento Agropecuário é emitido pela Gerência de Defesa Animal (GDA), por meio do Setor de Trânsito e da Coordenação de Eventos Agropecuários, que confere toda a documentação encaminhada à Adaf e o cumprimento das condições obrigatórias. O certificado é assinado pelo diretor-presidente da autarquia, após avaliação da equipe técnica. O promotor do evento deverá manter cópia do certificado em local visível.

Calendário – Até dezembro deste ano, 105 eventos agropecuários devem ser realizados nos 62 municípios do Amazonas. Boa Vista do Ramos, por exemplo, receberá, de amanhã (05/05) a sábado (07/05), a Feira do Mel. Também em maio, o município de Nhamundá deve sediar a 3ª Feira de Exposição Agropecuária (EXPOANH). Já no mês de julho, Urucurituba e Itacoatiara devem promover dois importantes eventos, a Exposição Feira Agropecuária, com a 17ª Festa do Cacau; e a 1ª Exposição Feira Agropecuária (Expoita), respectivamente.

O calendário de eventos agropecuários prevê ainda, entre agosto e setembro, a realização da 44ª Exposição Agropecuária do Amazonas (Expoagro), em Manaus.

O diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, ressalta que, entre os eventos previstos para o ano, estão os esportes equestres, que além de movimentar a economia local, proporcionam lazer para toda a família.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), apoia a realização de eventos agropecuários por meio de patrocínio, sem o qual a realização dos eventos seria praticamente inviável.

No Amazonas, os eventos agropecuários têm grande importância para a divulgação e incremento dos negócios envolvendo diversas raças e espécies de animais e são caracterizados pela aglomeração de animais – com ou sem o objetivo de comercialização – realizados em locais construídos especificamente com esta finalidade, ou em propriedades rurais.