Manaus, Sexta-Feira, 02 de Dezembro de 2022

Produtores rurais de Manacapuru são capacitados para o uso correto de agrotóxicos

10:57 - 15/09/2017

 

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (ADAF) e o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Sustentável e Florestal (IDAM)- órgãos integrantes do Sistema Sepror, em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Manacapuru (SEMA), Associação dos Revendedores de Agrotóxicos do Amazonas (ARAM) promoveram nesta sexta-feira, 15, uma capacitação para produtores rurais, do Ramal Laranjal, em Manacapuru sobre o uso correto de agrotóxicos e a destinação das embalagens.

Ao todo 27 produtores participaram da ação. Durante a atividade ocorreu também a coleta itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos. “ A nossa proposta é divulgar a legislação de agrotóxico e esclarecer aos vendedores, consumidores e outros  e, conscientizar os produtores também de que eles precisam devolver essas embalagens vazias e não podem reutilizar”, comentou Michel Melo gerente local da Adaf em Manacapuru.

 

De acordo com o gerente de Agrotóxicos e Insumos Veterinários da Adaf, Luiz Antônio a capacitação faz parte das ações de educação sanitária promovida pelo órgão e tem como proposta orientar os produtores rurais sobre a legislação e ações de fiscalização enquanto o uso correto de agrotóxicos que é regulamentado e tem importância na proteção das plantas em relação ao ataque de pragas e doenças. “Consideramos que esta capacitação foi uma reunião para conscientizarmos nossos produtores dentro desses aspectos em relação ao uso correto e seguro de agrotóxicos em suas plantações”, comentou.

Segundo ele, o uso incorreto dos agrotóxicos pode prejudicar os alimentos e, também o produtor caso seja utilizado de forma errada. A manipulação sem os itens de segurança pode levar a contaminação dos alimentos e de quem manipula.

Para o diretor-presidente da Adaf, Hamilton Casara explica que além da agencia orientar ela também atua como órgão fiscalizador. “A Adaf tem como papel fiscalizar o uso e o comércio de agrotóxicos, assim como a devolução das embalagens vazias que os produtores adquirirem em casas comerciais”, frisou.

 

Serviço

O produtor que esteja interessado em adquirir agrotóxicos para o uso em lavouras deve consultar o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Florestal e Sustentável (IDAM) que, em parceria com ADAF, terá a orientação de um engenheiro agrônomo. O profissional habilitado, segundo Luiz, vai assessorar e avaliar a lavoura do produtor em relação a pragas e doenças e vai indicar o produto mais apropriado através do receituário agronômico.

Esse trabalho é executado conforme a Lei Estadual N° 3.803 de 29 de agosto de 2012, conhecida como Lei dos Agrotóxicos, que dispõe sobre a produção, o transporte interno, a comercialização, o armazenamento, a utilização, o destino final das embalagens vazias, o controle, a inspeção e a fiscalização de agrotóxicos, seus componentes e afins, no Amazonas.

 

Fotos: Divulgação/AdafManacapuru