-->
Manaus, Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020

Sepror lança projeto ‘Caseiro Rural’ para capacitar trabalhadores do interior do Estado

14:37 - 16/12/2019

O projeto inovador irá oferecer diversas turmas do curso durante todo o ano de 2020


O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) e seus órgãos vinculados (Idam, Adaf e ADS), lançou, nesta sexta-feira (13/12), o projeto “Caseiro Rural”, que vai oferecer um curso voltado para trabalhadores e caseiros rurais com turmas mensais durante todo o ano de 2020. A primeira capacitação está prevista para iniciar em janeiro de 2020.

“O objetivo do projeto é formar mão de obra rural qualificada para empregabilidade direta em um dos mais de 100 mil estabelecimentos rurais no estado”, informou o secretário da Sepror, Petrucio Magalhães Júnior.
 
A estimativa é de que cada turma seja formada por 40 interessados em trabalhar no campo, que terão acesso às informações básicas sobre produção vegetal e animal, tratos culturais, manejo e também, boas práticas domésticas.

Gratuito – O curso é gratuito e será dividido em encontros teóricos e práticos realizados na própria Sepror e pelos técnicos da Sepror, onde os participantes receberão orientações sobre acompanhamento de plantios até a colheita e pós-colheita, controle de pragas e doenças, cuidados com o bem estar dos animais.

Também aprenderão a fazer pequenas manutenções elétricas e hidráulicas na propriedade rural e terão noções de segurança, assim como conhecerão sobre questões envolvendo a saúde no trabalho, direitos e deveres e primeiros socorros.
 

Início – A primeira turma terá início no dia 22 de janeiro e terminará no dia 24 do mesmo mês, seguida de outras 11 turmas, sempre ao final de cada mês. A Sepror espera disponibilizar no site a relação nominal de trabalhadores qualificados e encaminhar a relação para o cadastro de emprego (Sine) visando a empregabilidade dos egressos do curso.
 
Revista – Ainda durante o evento foi lançada a revista “Produzir Amazonas”, um publicação dirigida ao setor primário, que, ao longo de 2019, recebeu diversas ações realizadas pelo Sistema Sepror (Idam, Adaf e ADS), com o objetivo de auxiliar do seu desenvolvimento.

Campanhas de combate à febre aftosa, pagamento da subvenção da juta, cursos, emissões de cartões do produtor e retomada da Expoagro estão entre os diversos destaques contidos na revista. Inicialmente, mil exemplares estarão à disposição dos interessados, mas a tiragem poderá atingir até 5 mil exemplares nas próximas edições.

O diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, destacou a importância da concretização de todo o trabalho realizado pelo Sistema Sepror em 2019. “A revista Produzir Amazonas apresenta os resultados dos esforços dos colaboradores do Sistema Sepror, no sentido de melhorar a vida do homem do campo, com ações concretas que fortaleceram o setor primário do Estado, na assistência técnica rural, na defesa agropecuária e na comercialização dos produtos agropecuários”.
 
 
Galeria – Foram entregues ainda três Galerias em homenagem aos secretários e diretores-presidentes que assumiram os cargos na Sepror, na Adaf e na ADS ao longo de suas existências. O Idam foi o pioneiro na elaboração da galeria, o que motivou as demais autarquias do sistema a aderirem à homenagem. Na ocasião, o secretário e os diretores-presidentes dos respectivos órgão fizeram o descerramento das Galerias.
“A história tem que ser preservada, independente de política partidária, independente de acerto ou erro de gestão. Nós vamos passar e as instituições ficam. Todos deram a sua contribuição, portanto merecem ter seu nome gravado na história. Com esse ato, o governo Wilson Lima mostra que não tem vaidade política, apenas reconhece os fatos. Colocar os ex-presidentes e ex-secretários no lugar devido é uma questão de justiça por tudo o que fizeram”, comentou Flávio Antony Filho, diretor-presidente da ADS.

FOTO: DJALMA JÚNIOR/SEPROR