Manaus, Segunda-Feira, 04 de Março de 2024

Servidores da Adaf integram equipe do livro “Diálogos para a prevenção da monilíase”

11:52 - 02/02/2024

Obra foi lançada oficialmente nesta sexta-feira em evento virtual

A Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura e Pecuária, por meio do Departamento de Serviços Técnicos (DTEC/SDA/MAPA), lança nesta sexta-feira, 2, o livro “Diálogos para a prevenção da monilíase”, que tem entre os autores os servidores da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) Sivandro Campos e Acássio Eugênio, da Gerência de Defesa Vegetal (GDV), e Ana Cristhina Bezerra, da Assessoria de Comunicação. A obra está disponível no link https://repositorio-dspace.agricultura.gov.br/handle/1/2275.

A obra integra a série “Diálogos para a Saúde Única”, que é resultado do trabalho inovador das equipes interdisciplinares e interinstitucionais coordenadas pelo Setor de Educação Sanitária da Secretaria de Defesa Agropecuária. Apesar da complexidade do tema, as metodologias e materiais apresentados se utilizam de linguagem fácil e acessível e visam a construção de uma abordagem proativa e positiva dos agentes de defesa agropecuária perante uma sociedade tão diversa e carente de informações. A proposta é que os livros sejam aplicados em projetos educativos de forma participativa e dialógica, junto e com as pessoas que vivem e trabalham nos territórios rurais ou outras comunidades.

“Diálogos para a prevenção da monilíase” aborda metodologias destinadas a preparar os agentes públicos e privados que atuam na defesa agropecuária para as ações de conscientização e informação voltadas especialmente para aqueles que vivem e trabalham no meio rural, mas também aplicável para toda a sociedade.

Os livros da série apresentam uma metodologia de ensino-aprendizagem e um conjunto de materiais didáticos (mensagens de voz, de texto, infográficos, cartazes, vídeos) que podem ser utilizados de forma pragmática pelo educador (ex. agentes de fiscalização, extensionistas rurais e outros técnicos) como uma “caixa de ferramentas”. Objetivam construir algo novo, a partir da visão e olhar dos educandos e das particularidades presentes nos seus territórios rurais e outras comunidades.

Para a sua realização, os livros dessa série são desenvolvidos por uma equipe multidisciplinar composta por técnicos, fiscais, pesquisadores, professores universitários e seus alunos, músicos, pedagogos, publicitários, dentre outros. Este grupo de pessoas pertence a organizações públicas e privadas.