Manaus, Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018

Técnicos da Adaf participam do curso de emergência fitossanitária em monialíase do Cacaueiro em Rondônia

14:09 - 26/03/2018

Técnicos da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), órgão integrante do Sistema Sepror (IDAM, ADAF, ADS, SEPA e SEAPAF), participam do Curso de Emergência Fitossanitária em Monilíase do Cacaueiro, promovido pela Agência de Defesa Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron). O curso iniciou no ultimo dia, 19 e encerra nesta segunda-feira, 26..

Durante oito dias de qualificação (120 horas),  os técnicos participam de dinâmica e palestras sobre sanidade vegetal, manejo integrado de praga e, especialmente sobre as medidas para conter, controlar e combater a monilíase.

Agrônomos, técnicos e gestores de órgãos de fiscalização animal e vegetal de seis estados entre eles: Rondônia, Amazonas, Bahia, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná e do Instituto de Cultivos Tropicais (ICT) do Peru participam do evento.

Sobre a moníalise

A Monilíase é uma doença que afeta os frutos do cacau, cupuaçu, cacauí e cupuí, espécies comuns na floresta, devastando as sementes e causando perda de 50% até 100% dos frutos produzidos. O agente causal é um fungo que até o momento não existe no Brasil, mas já se encontra em países vizinhos, como Peru e Bolívia, localizados na área de fronteira com o Acre.