Manaus, Terça-Feira, 05 de Março de 2024

Termina hoje prazo para atualização cadastral de animais e notificação das vacinações da febre aftosa e brucelose 

15:14 - 15/06/2023

Descumprimento pode acarretar multas e restrições às propriedades

 

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) alerta que os produtores têm até hoje (15/06) para atualizar o cadastro dos seus animais, e notificar as vacinações contra a febre aftosa e a brucelose. A atualização cadastral contempla animais de produção dos 13 municípios do Amazonas livres de febre aftosa sem vacinação. Já as notificações se referem às vacinações de bovinas e bubalinas de 3 a 8 meses contra a brucelose, e de animais de todas as idades contra a febre aftosa em oito municípios do estado.

A campanha de Atualização Cadastral de Animais iniciou no dia 1º de maio, nas cidades de Apuí, Boca do Acre, Canutama, Eirunepé, Envira, Guajará, Humaitá, Itamarati, Ipixuna, Lábrea, Manicoré, Novo Aripuanã, Pauini e parte do município de Tapauá. A estratégia é obrigatória e tem o objetivo de manter o status desses municípios como zona livre de febre aftosa sem vacinação, concedido pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

A notificação deve ser feita junto à Adaf por meio da entrega da ficha de notificação devidamente preenchida, em um dos escritórios da autarquia, ou encaminhada via atendimento remoto pelo número (92) 99238-5568 (WhatsApp). Os produtores que descumprirem o procedimento podem sofrer o bloqueio da ficha de movimentação – documento que concentra os registros de todas as emissões de Guias de Trânsito Animal (GTA) e declarações da propriedade.

Febre Aftosa

Já a campanha Amazonas Sem febre aftosa iniciou no dia 1º de maio nos municípios de Presidente Figueiredo, Barcelos, Carauari, Juruá, Novo Airão, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira e da sede de Tapauá, e se encerrou no dia 31 de maio. Nesta etapa, deve ser notificada a vacinação de animais de todas as idades, para garantir a manutenção dos índices vacinais satisfatórios, ou seja, acima de 90%.

O produtor que não cumprir a estratégia põe em risco a sanidade do seu rebanho, e está sujeito a multas de R$ 40 por animal, mais R$ 300 por propriedade. A comunicação pode ser feita de forma presencial em uma das unidades da Adaf ou pelo atendimento remoto da agência.

Brucelose

Realizada no período de 1º de janeiro a 31 de maio, a vacinação contra a brucelose teve a notificação prorrogada do dia 31 de maio até hoje (15/06). O objetivo foi facilitar o dia a dia do produtor, alinhando a data limite para a comunicação ao prazo final para a atualização do cadastro dos rebanhos das propriedades.

Diferente da atualização cadastral e da notificação da vacinação da febre aftosa, a imunização de bovinas e bubalinas de 3 a 8 meses contra a brucelose pode ser feita apenas de forma presencial, em uma das unidades da Adaf.