Manaus, Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018

Médicos veterinários da ADAF são treinados para atendimento a enfermidades emergenciais no AM

14:44 - 07/05/2018

 

Abertura do GEASE

Com a proposta de treinar médicos veterinários do Serviço Veterinário Oficial (SVO), para o atendimento emergencial de doenças sanitárias do âmbito rural do Amazonas, o Governo do Amazonas, por intermédio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), órgão vinculado à Secretaria de Produção Rural (Sepror), está promovendo, desde esta segunda-feira (07/05) até a próxima sexta-feira (11/05), o treinamento do Grupo Especial de Atenção a Suspeita de Enfermidades Emergenciais (GEASE).

A abertura da capacitação aconteceu nesta segunda-feira, no auditório da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea), no Centro, zona sul de Manaus. Nos próximos dias o treinamento ocorrerá na sede do Sistema Sepror, na avenida Carlos Drumond de Andrade, n° 1.460, Bloco “G”, Ulbra – Conjunto Atílio Andreazza, no Japiim.

Ao todo, 35 médicos veterinários da Adaf serão atualizados no atendimento de emergência sanitária, tendo como foco principal enfermidades vesiculares, como por exemplo a febre aftosa.

De acordo com o diretor-presidente da Adaf, Sergio Muniz o objetivo deste treinamento é uma continuidade das ações de defesa sanitária do Estado, no sentido de explanar a prevenção, o combate, o controle e a erradicação de possíveis enfermidades emergenciais, além de organizar ações de vigilância de defesa sanitária em animais susceptíveis a doenças vesiculares e o fortalecimento das ações de defesa sanitária no Amazonas.

“Este treinamento é um compromisso do Governo do Amazonas com a sociedade e com a medicina veterinária. A ideia é aprimorar os conhecimentos de emergências sanitárias, mas, acima de tudo, fortalecer a padronização das ações para o atendimento imediato às notificações de suspeitas de doenças vesiculares no Estado”, comentou o diretor-presidente da Adaf, Sergio Muniz.

Atualmente o Amazonas é reconhecido nacionalmente como estado livre de febre aftosa com vacinação pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Ainda neste mês, o Estado será reconhecido internacionalmente pela Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE).

Sobre o Gease: O treinamento faz parte do projeto de fortalecimento das ações de defesa sanitária do Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), buscando atender as recomendações do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O Gease se constitui como um grupo de médicos veterinários, que atuam como uma equipe de emergência, em caráter permanente, com a implementação de medidas que evitam a difusão dos agentes causadores de enfermidades, eliminando-as em menor espaço de tempo, minimizando os prejuízos econômicos decorrentes e protegendo o patrimônio pecuário do Estado e nacional.

Programação – Neste primeiro dia de treinamento, ocorreu a apresentação do panorama da pecuária no Amazonas, que hoje possui um rebanho num total de 1.305.977 de cabeças de gado. O Fundo de Defesa Agropecuária do Estado do Amazonas (Fundepec), criado pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea), que é um apoio financeiro com recursos oriundos de contribuições, doações e subvenções de associações de produtores rurais, empresas agropecuária, industriais, comerciais e de entidades privadas para garantir o desempenho das ações de defesa sanitária animal de eventuais prejuízos para proteger o rebanho também foi um dos pontos abordados.

Além disso, a situação epidemiológica da febre aftosa no Brasil e no mundo, o Programa de Erradicação Nacional da Febre Aftosa (PNEFA), o Plano Estratégico 2017-2026 do PNEFA, que prevê a retirada da vacinação contra a febre aftosa até 2023 em todo o território brasileiro e os aspectos clínicos e epidemiológicos das doenças vesiculares foram temas debatidos.

Na quinta-feira (10/05), os participantes vivenciarão uma simulação prática em ambiente virtual, no qual será deflagrada uma emergência sanitária de ocorrência de um foco de febre aftosa no Estado do Amazonas, onde o grupo deverá adotar todas as medidas necessárias para combater, controlar e erradicar a doença. A simulação será executada com práticas reais e serão publicadas no site da Organização Mundial Sanidade Animal (OIE).

Profissionais da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO/MT) e da superintendência federal de Agricultura do Mato Grosso do Sul e de São Paulo são os palestrantes convidados para compartilhar experiências técnicas.

FOTOS: DIVULGAÇÃO/ADAF