Manaus, Quarta-Feira, 16 de Outubro de 2019

Adaf alerta contra praga de citros

10:56 - 01/10/2019

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), nesta terça-feira (01/10), por meio de nota técnica, declara estado de alerta com relação à entrada de mudas de citros no Amazonas e sua circulação.

De acordo com o órgão de defesa agropecuária estadual, as equipes das Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) e dos escritórios de Atendimento a Comunidades (EACs), da autarquia, no interior estão devidamente informadas e estão intensificando a fiscalização de cargas e documentos de Permissão de Trânsito de Vegetais (PTV), em decorrência da emissão de Nota Técnica pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), acerca da presença da bactéria Candidatus Liberibacter asiaticus, causadora do greening (também conhecida como HLB ou amarelão dos citros), em plantio de citros, nos municípios de Visconde do Rio Branco e Tocantins, na Zona da Mata Mineira.

Nesse sentido, a Agência ressalta a necessidade deste alerta a outras instituições que compõem o Sistema Sepror (Idam, Adaf e ADS) e entidades parceiras, entre elas a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Estado do Amazonas (Ufam), Instituto de Pesquisa do Amazonas (Inpa), cooperativas, sindicatos rurais, associações e secretarias municipais de produção rural, entre outras.

Sobre o greening – Trata-se de uma praga da cultura de citros de maior importância do mundo por ser de difícil controle e rápida disseminação, trazendo grandes prejuízos à lavoura.  É causada por uma bactéria que obstrui os vasos condutores da seiva, dificultando a nutrição da planta. A Adaf informa que não há ocorrência de greening no Amazonas, e a manutenção desses status é extremamente importante para preservar a citricultura amazonense.

 

Confira na íntegra 

NOTA TÉCNICA