Manaus, Sábado, 28 de Maio de 2022

Adaf promove palestra remota sobre comunicação oficial nos estabelecimentos de inspeção permanente

11:08 - 25/03/2022

Objetivo da atividade foi orientar profissionais que atuam nos abatedouros e frigoríficos e facilitar comunicação com autarquia

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) promoveu, nesta quinta-feira (24/03), uma palestra on-line sobre a Comunicação Oficial nos Estabelecimentos de Inspeção Permanente. Ministrada pela fiscal agropecuária e médica veterinária da Coordenação de Abatedouros Frigoríficos, vinculada à Gerência de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Gipoa) da Adaf, Lilian Toffanetto, a atividade teve como objetivo facilitar a troca de informações entre os fiscais da autarquia e os responsáveis técnicos que atuam nos abatedouros e frigoríficos do Amazonas.

Responsáveis por zelar pelo funcionamento adequado dos planos de autocontrole dos estabelecimentos que atuam no abate de bovídeos, aves, suínos e pescado, os responsáveis, consultores técnicos, veterinários e auxiliares do Serviço de Inspeção Estadual tiveram a oportunidade de tirar dúvidas sobre o preenchimento de documentos relacionados à constatação de inconformidades nos estabelecimentos do tipo, assim como, sobre os prazos a serem cumpridos para o envio de respostas ao órgão de fiscalização.

“Nosso objetivo com esse encontro é ter coparticipação e dividir as responsabilidades, pois o fiscal deve saber como cobrar e o estabelecimento como deve responder. É muito importante que informações relacionadas a limpeza correta do curral, o não uso de utensílios domésticos na higienização das máquinas e o descarte de materiais inservíveis sejam entendidas. A intenção é trocarmos experiência e informações e cobrar com responsabilidade, afinal o objetivo é comum: ter um produto com cada vez mais qualidade”, destacou Lilian.

O fiscal do Serviço de Inspeção Estadual atualmente lotado na Unidade Veterinária Local (UVL) de Humaitá (distante 590 quilômetro de Manaus), Ricardo Borges, esteve entre os participantes da palestra e considerou a iniciativa muito produtiva. “A Adaf está de parabéns pela proposta. É exatamente essa autonomia que o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA) prevê”, ressaltou.

A previsão é de que outros encontros do tipo sejam realizados pela Adaf de forma periódica, abordando outros temas de relevância para a melhoria da operacionalização da inspeção de produtos de origem animal e consequentemente da sanidade e qualidade dos alimentos que chegam à mesa das famílias amazonenses.