Manaus, Sábado, 25 de Setembro de 2021

Governo do Amazonas beneficia pescadores de Careiro da Várzea com mais de 2 mil cestas básicas

10:01 - 12/08/2021

Em mais uma ação itinerante do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), e com a presença do presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Guilherme Augusto Sanches Ribeiro, foi realizada nesta quarta-feira (11/08) mais uma entrega de cestas básicas para os pescadores do Careiro da Várzea (a 25 quilômetros de Manaus), onde foram entregues 2.481 cestas.

Foram beneficiadas três entidades de pescadores: a Colônia Z-53, que recebeu 797 cestas; o Sindicato de Pesca (Sindpesca), que recebeu 641; e a Associação de Pescadores do Careiro da Várzea, que recebeu 148. Foram entregues ainda 895 cestas básicas a pescadores não afiliados, que não fazem parte de associação, sindicato e/ou colônia.

A doação é fruto do Acordo de Cooperação Técnica (ACT) entre a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab); o Governo do Amazonas, por meio da Sepror; e o Governo Federal, por intermédio do Ministério da Cidadania (MC), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Superintendência Federal da Agricultura (SFA).

“Essa ação é fruto de união. União entre o Governo Federal, Governo Estadual e o apoio da Prefeitura. E essa união é superimportante nesse momento da pandemia e da maior enchente, pois essa categoria de pescadores foi muito atingida. Por determinação do governador Wilson Lima, estamos trazendo mais de 2.400 cestas básicas que vão ajudar muito na segurança alimentar e nutricional de quem sempre colocou o principal produto para o amazonense nas nossas casas, que é o pescado”, disse o titular da Sepror, secretário Petrucio Magalhães Júnior.

O presidente nacional da Conab, Guilherme Sanches, falou da importância da parceria para o sucesso da ação. “Nós fizemos um ACT no qual a Secretraia nos ajuda a entregar essas cestas nos locais mais distantes, o que só foi possível, por causa dessa parceria. Nós fazemos a entrega em nível nacional, mas a Conab não consegue chegar sozinha, sem a ajuda, a colaboração e a parceria do governo estadual”, esclareceu Sanches.

O presidente do Sindpesca, Luan de Oliveira Corrêa, agradeceu o governador Wilson Lima pelo empenho e pelo olhar para o pescador artesanal.

“Como vocês bem sabem, nossa cidade tem 95% de sua área de várzea. Com isso, o peixe some, e os pescadores passam necessidade. Graças a Deus, o Governo Federal e o Governo do Estado vêm amenizar um pouco com essas cestas básicas para os nossos pescadores”, declarou.

Ainda durante a ação, a comitiva formada também por representantes da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal Sustentável (Adaf), Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS) , Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Amazonas (Idam), Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB/AM), Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (Fetagri),  Confederação Nacional dos Pescadores e da Prefeitura Municipal de Careiro da Várzea, visitou a Comunidade São José, onde vivem 40 famílias de pescadores, para que o presidente da Conab conhecesse a realidade da região

Benefício – De acordo com a Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura (Sepa) da Sepror, que é responsável pela logística das cestas, já foram entregues mais de 24 mil cestas básicas, distribuídas em 23 municípios: Itapiranga, Silves, Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo, Novo Airão, Maués, São Paulo de Olivença, Boa Vista do Ramos, Caapiranga,  Nhamundá, Iranduba, Manacapuru, Tapauá, Canutama, Manaquiri, Careiro Castanho, Autazes, Urucará, São Sebastião do Uatumã, Coari, Japurá, Lábrea e Tefé.

No total, serão entregues aproximadamente 58,9 mil cestas de alimentos para os pescadores artesanais cadastrados em entidades ligadas ao SFA/Mapa, que residem nos 61 municípios do estado e na capital, Manaus.

 

Cestas básicas – Cada cesta pesa 21 quilos e contém 10 quilos de arroz, quatro quilos de feijão, dois quilos de farinha de mandioca; dois quilos de açúcar; um quilo de flocos de milho, um quilo de macarrão e um quilo de leite em pó.

FOTOS: Emerson Martins