Manaus, Domingo, 26 de Junho de 2022

Governo do Amazonas em audiência pública em Itacoatiara discute sobre a ampliação do manejo de jacaré

16:18 - 13/10/2017

O Governo do Amazonas através da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (ADAF), órgão vinculado ao Sistema Sepror nesta quarta-feira, 9, em Itacoatiara discutiu em Itacoatiara sobre a ampliação do manejo de jacaré no Estado do Amazonas. A proposta é apoiar a ampliação da espécie para outros locais e, que não sejam somente em áreas de unidades de conservação.

O manejo de jacarés no Estado do Amazonas se fundamentou no resultado das pesquisas desenvolvidas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (RDSM). O Governo do Amazonas em parceria com diversas instituições, uma delas o Instituto Mamirauá vem desenvolvendo atividades experimentais de abate e comercialização associadas ao Projeto Piloto para o Manejo de Jacarés na Reserva Mamirauá. Desde treinamento de recursos tecnológicos, princípios e técnicas de manejo da espécie e a legislação do manejo de jacarés estão sendo executados para os pescadores. Atualmente mais de 150 pescadores atuam nessa atividade no Amazonas.

De acordo com o biólogo da agência de defesa, Eduardo Moura a audiência pública no município de Itacoatiara foi apresentar o que o Estado vem fazendo sobre esta cadeia produtiva e debater com  entidades governamental e com profissionais da área sobre a ampliação do manejo de jacarés, que atualmente só ocorre em unidades de conservação.

“Em Itacoatiara, ali nas comunidades próximas elas não estão localizadas dentro de unidades de conservação. O queremos é alterar a legislação para que o município também possa se beneficiar com o manejo e a partir dessa discussão saberemos levantar o que será necessário a se realizar nessa região”.

Segundo Eduardo, será realizado um estudo biológico e ecológico, onde será feito um mapeamento e um levantamento de dados de manejadores através de um Plano de Manejo que será executado através do corpo técnico do Sistema Sepror através do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Amazonas (IDAM). Por parte da Adaf será feito o trabalho de defesa dentro dos critérios higiênicos sanitários vigentes na lei da Instrução Normativa n°01/2011 da Sepror.

A audiência pública teve a participação de vereadores da Câmara Municipal de Itacoatiara (CMI), da Secretaria de Meio Ambiente do Município (SEMMA-Itacoatiara) e representantes de diversos órgãos públicos, como do Centro de Tecnologia do Amazonas (CETAM), Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade Estadual do Amazonas (UEA) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM). Esta mesma audiência ocorrerá no dia 27, de outubro, em Parintins.